• Raquel C. F. Marques

Setembro Amarelo nas Empresas

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em conjunto com o Conselho Federal de Medicina (CFM), organiza nacionalmente o Setembro Amarelo, sendo o dia 10 deste mês oficialmente o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. A campanha visa conscientizar, informar, ajudar e quebrar os tabus que envolvem o assunto: suicídio. A página oficial da Campanha disponibiliza uma cartilha completa: Suicídio - Informando para Prevenir, abordando principalmente estratégias preventivas de suicídio, sobre como identificar pessoas em risco e previnir o ato suicida.


Por ano, são mais de 1 milhão de suicídios que acontecem em todo o planeta. Só no Brasil, são registrados mais de 12 mil suicídios, e os números só têm aumentado nos últimos anos, e o contexto atual de pandemia influenciou ainda mais isso com o isolamento social, como isso infelizmente já era esperado, foi elaborado pela ABP a cartilha Saúde mental e Covid-19, de acordo com a ABP, "O documento tem como objetivo orientar a população sobre os riscos que o distanciamento social e a pandemia de Covid-19 podem trazer à saúde mental. Pretende também auxiliar na elaboração de estratégias para lidar com os desafios trazidos pelo momento atual."


Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria

De acordo com dados informados pela OMS, 90% dos casos de suicídio poderiam ter sido prevenidos com o simples ato de ter alguém ali disponível para conversar, alertar e reverter a situação em que a pessoa se encontrava. Lembrando também, que a presença de um profissional é de extrema importância!


Hoje, de acordo com o site oficial da campanha Setembro Amarelo, cerca de 4 mil voluntários, em mais de 120 postos, prestam serviço voluntário e gratuito 24 horas por dia, nos 365 dias do ano, aos que querem e precisam conversar sobre seus sentimentos, dores e descobertas, dificuldades e alegrias. De forma sigilosa e sem julgamentos, o voluntário do CVV busca ouvir aquele que liga com profundo respeito, aceitação, confiança e compreensão, valorizando a vida e, consequentemente, prevenindo o suicídio. Após a implantação do telefone 188, por meio de acordo com o Ministério da Saúde que garantiu gratuidade da tarifação telefônica, foram registrados cerca de 3 milhões de atendimentos por ano.


Mas por que falar do Setembro Amarelo dentro das empresas?


A abordagem da Campanha nas empresas é uma excelente oportunidade para auxiliar e conscientizar os colaboradores diante do tema, que é bastante sensível e como já informado, cercado de tabus.


Além disso, poderá auxiliar os próprios colaboradores, sendo possível agir em prol da saúde mental dos mesmos, o que pode resultar numa melhor qualidade de vida profissional e pessoal e até um melhor desempenho e motivação dentro da empresa.


Com a criação de um ambiente seguro em que os colaboradores possam sentir que tem abertura para falar sobre o tema, vidas podem ser salvas e, indo mais além, pode ocorrer a criação de uma “cadeia” de “influenciadores do bem”, com práticas que irão ajudar outras pessoas que se encontram em situações parecidas ou não, dentro e fora da empresa.


Fonte: https://bityli.com/rQb0W

Quais práticas podem ser realizadas dentro da empresa durante o Setembro Amarelo?


Bom, separamos um top 3, de práticas simples que podem ser implementadas dentro das empresas no Setembro Amarelo. Confira abaixo!


1. PALESTRAS


Antes de tudo, o ideal é que os colaboradores entendam o que é e a importância da Campanha. Trazer para a empresa profissionais da área (podendo ser realizada de forma online, com vídeo chamadas, e até mesmo lives), que tenham propriedade sobre o assunto para realizar palestras é uma boa! Com isso, os membros da empresa podem tirar suas dúvidas e, consequentemente, estar mais por dentro do assunto.


2. ATIVIDADES EM CONJUNTO


Ações de integração, que visem atender diferentes perfis dentro da empresa é uma prática muito utilizada! Colocamos um exemplo abaixo.

Objeto pessoal

Essa brincadeira estimula a confiança, a motivação e o comprometimento.

  • Material: um objeto pessoal de cada participante

  • Procedimento: Solicitar antecipadamente que as pessoas levem qualquer objeto que tenha um grande valor emocional. Realizar um sorteio, simulando um amigo secreto, e fazer a troca desses objetos. O coordenador deve estabelecer um período (pode ser algumas horas ou até dias) para que cada um guarde o objeto do colega com muito zelo e troque bilhetes, motivando-os a descobrir segredos sobre o colega e o objeto. No momento agendado, os pertences serão devolvidos aos seus donos, e cada um deve contar a seu colega o que descobriu do outro a partir do objeto, destacando o cuidado especial que teve com o bem.

Dinâmicas como esta acima e até reuniões para um bate-papo descontraído ou um momento de recreação, são ótimas opções!


3. APOIO PSICOLÓGICO

Auxiliar os colaboradores seja informando alguns profissionais da área, fechando parcerias com descontos ou divulgando profissionais que podem estar atuando de forma voluntária, são algumas ações que podem ser essenciais para que os membros da empresa tenham acesso e apoio de profissionais, nunca se sabe quando alguém pode estar passando por um situação difícil!

Todos os pontos aqui abordados são importantes e seria ainda mais interessante se as práticas fossem ampliadas, como por exemplo com cartazes informativos e até ações sociais. Lembrando que não precisam ser necessariamente realizadas apenas no mês de setembro, mas durante o ano todo! Incentivar e auxiliar os colaboradores a cuidar da saúde mental não deve ser uma escolha, e sim uma prioridade.


Fontes:

https://www.setembroamarelo.com/

https://seconci-rio.com.br/wp/por-que-trabalhar-o-setembro-amarelo-nas-empresas-e-importante/

https://endomarketing.tv/setembro-amarelo-nas-empresas/

https://beecorp.com.br/setembro-amarelo/

https://www.abp.org.br/post/jph20-05-cartilha-abp-nitida-ms

https://www.ibccoaching.com.br/portal/rh-gestao-pessoas/tecnicas-dinamica-grupo-integracao-equipe/








92 visualizações

CONHEÇA

NOSSOS

SERVIÇOS

  • insta
  • facebook
  • linkedin