• Alexia Britto

Como tornar o seu restaurante um ambiente de educação ambiental?

Esse artigo caro leitor é sobre como você pode adaptar facilmente o seu restaurante em um

ambiente de educação ambiental. Mas a propósito o que seria educação ambiental?


Segundo o Instituto de meio ambiente de Mato Grosso do Sul:


“A Educação Ambiental é uma dimensão da educação, é

atividade intencional da prática social, que deve imprimir

ao desenvolvimento individual um caráter social em sua

relação com a natureza e com os outros seres humanos,

visando potencializar essa atividade humana com a

finalidade de torná-la plena de prática social e de ética

ambiental.”


Sendo assim educação ambiental no seu restaurante diz respeito a quais práticas você pode adotar para causar menos impacto negativo possível no meio ambiente então anota ai essas dicas:


➢ Considere a possibilidade de ser um ponto de entrega de óleo de cozinha usado para

posteriormente destiná-lo para a reciclagem.


➢ Se tiver espaço disponível, tente montar uma horta própria para cultivo de ervas e

temperos Essa horta pode ser um polo de educação ambiental do bairro e fomentar o

relacionamento entre os moradores.


➢ A valorização da cultura local no cardápio, como cachaças locais, cervejas artesanais

e pratos típicos, é uma forma de fomentar o desenvolvimento local.



➢ Fora do horário de funcionamento, ofereça o espaço do seu estabelecimento para

eventos realizados pela e para a comunidade.






➢ Procure engajar a vizinhança na melhoria dos espaços públicos da rua/bairro do entorno e avalie se é possível financiar tais ações junto com outros estabelecimentos comerciais da

região.


➢ Realize um balanço das ações que foram realizadas, monitore como elas melhoraram

a qualidade de vida de quem mora na região e agregue valor ao serviço oferecido pelo

seu estabelecimento.


➢ Realize inspeções periódicas de vazamentos: feche o registro central de água e

verifique se o contador continua girando, se continuar é sinal de vazamento.


➢ Uma ótima solução para diminuir o consumo e os gastos com água potável pode ser a

instalação de sistemas de captação de água da chuva. Para isso, pondere sobre as

seguintes questões: qual o consumo de água da sua empresa? Quanta chuva é

esperada no ano? Qual a área do telhado da empresa que está disponível para

captação? Com essas respostas é possível definir o tamanho do reservatório/cisterna e modelar o sistema que irá coletar a água, tratá-la e reutilizá-la em descargas, irrigação e/ou limpeza de pisos.




➢ Avalie se a água usada em certos processos pode ser reutilizada, como a água dos balcões térmicos de banho-maria ou das pias na lavagem de louças.

➢ Otimize o processo de higienização e preparação de alimentos e receitas usando menos água corrente.


➢ Acumule a louça suja numa bacia e, 10 minutos antes de lavá-las, deixe de molho com 20 litros de água, 1 colher de sopa de cloro e outra de detergente Isso vai facilitar a lavagem e irá reduzir o consumo de água.


➢ Ensaboe todos os copos e pratos antes de enxaguar Isso pode reduzir o consumo de água em até 80% nas pias da cozinha Avalie também a possibilidade de adquirir equipamentos de lavagem automática de louças Dependendo do volume a ser lavado, estes equipamentos trazem uma redução significativa no consumo de água para lavar a mesma quantidade de louça.



➢ Instale arejadores e temporizadores nas torneiras, cada um pode sair por R $10, em média, e economizam 59% no consumo nas torneiras.


➢ Reveja seus processos e defina medidas de redução como primeira prioridade, seguindo os princípios de reutilizar e reciclar para diminuir custos de produção e funcionamento.


➢ Realize treinamentos específicos com sua equipe para garantir a separação adequada dos recicláveis de acordo com as cores de sacos e lixeiras.

➢ Procure utilizar todo o alimento que foi adquirido, inovando na forma de reaproveitar antigos rejeitos, como talos e raízes em sopas e recheios de tortas.


➢ Busque fornecedores que utilizem embalagens retornáveis ou que disponibilizem os alimentos a granel. Isso reduz a geração de resíduos e a necessidade de recursos naturais para fabricação de novas embalagens.





➢ Uma boa gestão do estoque reduz o desperdício e os custos com compras e contas de

luz Por isso, tente adequar seu cardápio priorizando os produtos do estoque que tem prazo de validade mais próximo de vencer.


➢ Elimine utensílios descartáveis como talheres, pratos e copos de plástico, reduzindo os custos ao dar preferência aos que podem ser reutilizados.


➢ Após a segregação dos resíduos recicláveis, armazene-os em local adequado e destine-os para a coleta seletiva Se essa coleta ainda não existe na sua região, forme parcerias com associações e cooperativas de catadores que darão um destino final adequado ao seu resíduo.


➢ Latas de cerveja e refrigerante devem ser amassadas, ensacadas e armazenadas até alcançarem um bom volume para serem vendidas às empresas recicladoras. Papelões são separados, amarrados com barbante e levados aos pontos de coleta.


➢ Realize a coleta e dê uma destinação ambientalmente adequada ao seu óleo de cozinha usado. Há diversas indústrias que podem reciclar o óleo para fabricação de sabão, detergente, glicerina, ração de animais, produção de biodiesel e resina para tintas.


➢ Padronize as receitas utilizando Fichas Técnicas de Preparação e controle o processo de preparação para reduzir ao máximo o desperdício nesta etapa do seu processo produtivo.


Tudo isso e muito mais você pode encontrar em:


<http://sustentabilidade.sebrae.com.br/Sustentabilidade/Para%20sua%20empresa/Pub licações/Bares_Rests_ONLINE.pdf >


<http://www.ecoeficientes.com.br/restaurante-sustentavel/ >














250 visualizações

CONHEÇA

NOSSOS

SERVIÇOS

  • insta
  • facebook
  • linkedin